Indie, Música Brasileira, Psychedelic Rock, Sem categoria

Manual: Boogarins em uma avalanche de psicodelia

Em algum momento do ano de 2013 ouvi falar de  certa banda brasileira que estava chamando bastante atenção e causando certo burburinho entre os fãs da música indie com seu primeiro álbum. Não contive a curiosidade e fui conferir aquele som. Nada parecia mais atraente aos meus ouvidos naquele momento. Logo perceberia que nada soaria tão atraente aos meus ouvidos naquele momento. A banda em questão era a goiana Boogarins, que acabara de lançar As Plantas que Curam. Dois anos depois, chegou ao fim a espera ansiosa por um novo trabalho da banda, com o lançamento de Manual (ou guia livre de dissolução dos sonhos). Continuar lendo

Anúncios
Padrão
Indie, Música Brasileira

O turbilhão de sentimentos do Agreste de Troco em Bala

É o ato constante de apaixonar-nos por novas sonoridades e melodias que faz com que se renove em nós o encanto pela música e o desejo pela novidade. O desejo pela novidade faz com que a busquemos cada mais, ampliando nosso conhecimento, reinventando nosso gosto. Dentre as minhas tantas descobertas recentes, a banda Troco em Bala foi a que mais me marcou. Foi bem difícil não me encantar por seu debut Agreste desde a primeira vez que o ouvi e foi ainda mais difícil parar de ouvi-lo depois quando passei a senti-lo. É dele que falarei hoje. Continuar lendo

Padrão
Indie, Música Brasileira, MPB, Pop

Temos que conversar sobre a banda Dônica

Em uma roda de discussão sobre música, volta e meia aparece alguém que enche e peito e ergue a voz para afirmar que “hoje em dia não se faz música boa”, fazendo coro a um discurso que, infelizmente, ouvimos com maior frequência que gostaríamos. Como resposta a isso, dizemos que não é bem assim, que há uma variedade de gêneros e artistas de qualidade, mas que eles estão longe, bem longe, da TV e do rádio. Apenas citar tais artistas, contudo, não surte o mesmo efeito que compartilhá-los. Por isso, compartilhar boas opções de música atual é a intenção deste blog. E a banda carioca Dônica sem dúvidas se encaixa nessa proposta. Continuar lendo

Padrão
Indie, Pop

How Big, How Blue, How Beautiful: o retorno tão esperado de Florence+The Machine

Entre os grupos famosos e bem-sucedidos do mundo da música nos últimos anos encontra-se Florence+The Machine. Desde o seu debut Lungs, em 2007, o grupo tem encantado fãs em todos os cantos do mundo. Com sua sonoridade de arranjos megalomaníacos recheados de cordas, sopros, instrumentos de percussão, vocais potentes e refrões apoteóticos, o grupo criou uma identidade musical inconfundível. Contudo, em seu mais novo trabalho, How Big, How Blue, How Beautiful, apostam em uma sonoridade mais crua, deixando de lado as harpas, violinos e os refrões apoteóticos. Continuar lendo

Padrão
Descubra, Folk, Indie

James Bay, promessa da música pop para esse ano

Quais as semelhanças entre Jake Bugg, Arctic Monkeys, Foster the People e The Black Keys? Todos fazem parte de uma extensa lista de artistas indie que conseguem, seja no início ou no decorrer de sua carreira, estourar como um grande sucesso comercial, de público e, às vezes, crítica. Ao chegar a esse estágio de sucesso, agregam fãs e admiradores ao redor de todo o Globo, colecionam recordes de vendas, passam a figurar em destaque nos lineups de festivais renomados; passam a ser artistas mainstream. Já é de praxe: todo ano surge um grande sucesso indie. É assim que a indústria cria o que chamamos carinhosamente de modinha. O ano de 2015, que mal começou e já consideramos tanto, certamente não fugirá à regra. E é o britânico James Bay, que lançou seu debut Chaos and the Calm neste mês, quem vem mostrando potencial para ser o maior sucesso de todos os tempos da próxima semana.

Continuar lendo

Padrão
Descubra, Indie

Descubra: Câmera e seu indie envolvente

câmera

Direto de Belo Horizonte vem a banda protagonista de mais um post da série Descubra. A história de sua criação é inusitada.. Mesmo separadas pelos 9mil quilômetros entre BH e Paris, André Travassos e Bruno Faleiro uniram-se como Câmera para colocar em prática os planos de criarem uma banda juntos. De lá pra cá, vêm apresentando tal música cheia de personalidade e grande qualidade. Formada hoje por quatro membros fixos, já tem em sua bagagem três trabalhos: os EPs  Invisible Houses(2011) e Not Tourist(2011) e o álbum Mountain Tops(2014).
Continuar lendo

Padrão
Indie, Psychedelic Rock

O colorido universo musical do Pond

Ao lado do Tame Impala, o POND é hoje a banda de indie-psicodélico mais reconhecida por público e crítica e também a presente no mainstream de festivais ao redor do mundo. E as semelhanças não param por aí. Além de terem surgido da mesma cena musical, a da cidade australiana de Perth, as duas bandas ainda compartilham alguns de seus membros e o espírito tropical que dita sua música. Dando continuidade aos seus três trabalhos, POND lançou neste mês de Janeiro seu quarto álbum: Man it Feels like Space Again, e é sobre ele que falaremos hoje. Continuar lendo

Padrão