Rap

A singularidade e a destreza de Criolo

Excêntrico, versátil, metafórico poeta. Mesmo se fossem usados todos os adjetivos possíveis, nenhum deles seria suficiente para descrever precisamente a genuína arte de Criolo, um artista singular que dispensa qualquer rótulo. Após o excelente Nó na Orelha, 2012, lançou ao final do ano passado Convoque Seu Buda, nos presenteando com esse trabalho magnífico, complexo e denso; mais uma vez rompendo as barreiras do Rap, mesclando-o de maneira formidável à MPB e tendo como fruto dessa linda mistura tal musicalidade miscigenada e arrebatadora.

Continuar lendo

Anúncios
Padrão