Experimental, Psychedelic Rock

Tame Impala, Currents: décadence inélégante

Tame Impala despontou em 2012 como uma das principais bandas do meio indie. Naquele ano lançaram seu segundo trabalho, o elogiadíssimo Lonerism, que, com os hits fáceis Feels Like We Only Goes Backwards, Elephant, Apocalypse Dreams e Be Above It, elevaram a banda australiana ao mainstream. A banda – que na verdade só é uma banda quando sobe no palco, já que no estúdio tudo tem as mãos de Kevin Parker – encabeça a cena psicodélica originada na cidade de Perth, Austrália e é referência de qualidade, sutileza, lisergia e excentricidade. Bem, pelo menos costumava ser antes do recém-lançado Currents, seu terceiro álbum de estúdio.
Continuar lendo

Anúncios
Padrão